Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Ambiente
Calor: IPMA colocou Setúbal em alerta vermelho
ana maria santos
2018-08-01 / 13:39
FONTE: Youtube
O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) acaba de colocar o distrito de Setúbal sob alerta vermelho, devido às previsões meteorológicas que apontam para temperaturas próximas de valores absolutos históricos. O aviso mais grave do IPMA estende-se ainda a Lisboa, Bragança, Évora, Guarda, Vila Real, Santarém, Beja, Castelo Branco, Portalegre e Braga, e estão em vigor até ao próximo sábado.

A influência de uma massa de ar quente e seca que tem origem no norte de África, está a provocar uma subida, acentuada, da temperatura a qual irá atingir picos máximo entre amanhã e sábado, segundo as previsões do IPMA, facto pelo qual todos os distritos do país se encontram sob aviso, entre o amarelo e vermelho, este último o mais grave da escala meteorológica.

Em algumas áreas do Alentejo os termómetros irão estar com temperaturas máxima superiores a 40 graus devendo, no domingo, ultrapassar os 45, valores que nunca terão sido registados a nível nacional.

Entretanto, o Comando Distrital de Operações de Socorro de Setúbal e o o Serviço Municipal de Protecção Civil e Bombeiros de Setúbal alerta a população para a necessidade de medidas de autoprotecção e cuidados especiais, em particular pelos grupos mais vulneráveis, tais como crianças e idosos, pessoas com historial de doenças graves ao nível respiratório, cardíaco ou renal e por doentes acamados.

Os cuidados a ter envolvem a ingestão de líquidos (água, chá preto, caldos e sopas leves, de preferência não muito quentes) mesmo sem sede, excluindo-se bebidas alcoólicas, gaseificadas ou com açúcar, que aumentam a desidratação. Devem ainda evitar-se refeições pesadas.

Outras recomendações são manter as salas e os quartos de casa frescos, com recurso a ventilação natural, ventoinhas ou climatizadores, usar roupas leves, largas, de cores claras e, de preferência, de algodão, evitar o exercício com excesso de esforço físico e tomar duche com água tépida. As crianças e os idosos não devem tomar duches de água fria após a exposição continuada ao sol.

Na praia, é fundamental o uso de protector solar adequado ao tipo de pele e ter em atenção que, mesmo sob um chapéu de sol, os raios solares podem provocar queimaduras, sobretudo em crianças ou pessoas de pele clara, sendo de evitar a exposição directa ao sol ou a outras fontes de calor, estar na rua ou viajar nos momentos mais críticos (entre as 11 e as 17 horas), não sendo aconselhável tomar banho e beber água em fontanários ou lagos decorativos.

Para além do calor que se irá sentir durante o dia, o IPMA prevê que o fenómeno nos irá trazer “noites tropicais”, com temperaturas acima dos 25º C.

Para qualquer esclarecimento, ou sintomas que possam ser relacionados com a acção do calor no normal funcionamento corporal, devem os cidadãos contactar  a Linha Saúde 24: 808 24 24 24.

Como é óbvio, com estas condições meteorológicas configura-se, também, a ocorrência de risco de incêndio muito elevados, sendo expectável, no domingo,  o agravamento desses índices no interior norte e centro, com um número mais elevado de concelhos a apresentarem risco muito elevado, em especial na região de Trás-os-Montes, podendo existir concelhos em que seja atingido o risco máximo.

Tendo em conta que nesse período estão reunidas as condições ideais para a ocorrência e propagação de incêndios florestais, as entidades recomendam a adequação de comportamentos e atitudes, nomeadamente com medidas de prevenção e precaução, observando as proibições em vigor e tomando especial atenção à evolução do perigo de fogo.

Uma vez que o país se encontra no designado “Período Crítico”, até 30 de Setembro, é proibida a realização de queimas e queimadas, o uso de fogareiros e grelhadores fora dos locais autorizados e fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais.

É ainda proibido fumigar ou desinfestar em apiários, excepto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas, e lançar balões de mecha acesa e de foguetes. O uso de fogo de artifício só é permitido com autorização das autarquias locais.

Durante o período em que vigorar p alerta do IPMA,  é obrigatório usar dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa e nos veículos de transporte pesados e um ou dois extintores de 6 quilos, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas.

Em caso de dúvida deve ser contactado o Centro Municipal de Operações de Socorro, através da aplicação de telemóvel “Setúbal SOS” ou directamente através do número municipal de socorro 800 212 216.

Partilhe
ver mais