Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Ambiente
Setúbal: exposição ensina a conhecer e a evitar os riscos naturais e tecnológicos
ana maria santos
2017-10-31 / 11:23
FONTE: Gazeta Setubalense
Está patente, desde ontem, 30 de Outubro, uma exposição da responsabilidade do Serviço Municipal de Protecção Civil e Bombeiros (SMPCB), da Câmara Municipal de Setúbal, através da qual se pretende chamar a atenção da população para as consequências dos riscos naturais e tecnológicos com que podemos ser surpreendidos no dia-a-dia. A exposição vai estar patente até 30 de Março de 2018, no espaço P4 do Centro Comercial Alegro.

Sabe o que fazer quando se confronta com um sismo? Sabe como agir perante um incêndio na sua casa, nomeadamente na cozinha? Sabe o que respira diariamente? Sabe a que se deve, grande parte, das inundações urbanas” E das inundações em habitação? Sabe de que forma reagem as construções perante um abalo sísmico? E de que forma a acção do vento nos pode afectar e destruir?... Estas são, algumas, das várias questões a que a exposição interactiva, “Riscos! Aprender e Evitar” pretende responder com painéis informativos e simuladores que ajudam a população a entender a força da natureza e o papel, essencial, que cada um de nós pode desempenhar para minorar as suas consequências.

Ontem, ao final da tarde, a referida exposição foi apresentada pelo SMPCB, através de Jorge Parrulas, que foi exemplificando situações de risco nos quatro  elementos da natureza -  terra, água, ar e fogo -, patentes em quatro módulos com informação escrita, imagens, jogos, simuladores e sons da natureza (como o crepitar o fogo, as ondas do mar ou o vento forte), através dos quais se pretende informar, e formar, a população para os riscos naturais e tecnológicos e a melhor forma de agir perante cada um deles.

A exposição, que inclui ainda uma actuação do Teatro do Elefante com a peça “Terra”, foi classificada pela vereadora do Ambiente, Carla Guerreiro, como  “um sinal de que temos de nos dedicar muito mais ao conhecimento técnico e à prevenção para no futuro colhermos frutos” sendo, sobretudo, “uma iniciativa importante para que as crianças possam aprender e replicar, depois, pelos familiares e amigos.” 

As visitas para as escolas, guiadas, comentadas e com a apresentação da peça do Teatro do Elefante, decorrem todas as quartas-feiras, às 10.30 e 14.30 horas, mediante inscrição prévia. Aliás, o SMPCB está a informar todos os estabelecimentos de ensino do concelho sobre o local e horários para a visita guiada aquela exposição.

Partilhe
ver mais