Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Cultura
Setúbal: EXIB Música 2019 homenageia José Afonso e Mercedes Sosa
ana maria santos
2019-05-06 / 18:22
FONTE: SMCI/CMS
A diversidade cultural ibero-americana vai estar em destaque, nos dias 13, 14 e 15 de Junho no V EXIB Música – Expo Iberoamericana de Música, a decorrer em Setúbal, com iniciativas em vários espaços da cidade.

Mais de 20 concertos gratuitos, a primeira edição do Prémio da Música Ibero-Americana, numa cerimónia que homenageia José Afonso e Mercedes Sosa, e um encontro sobre Gestão Musical e a Cidade integram o evento, apresentado oficialmente hoje ao final da manhã, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

“Para nós, ter aqui esta iniciativa internacional, em que se mostra a música e os ritmos que nos são próprios e que se entrecruzam no grande emaranhado de influências que é a música deste grande espaço peninsular e além-mar, é uma enorme honra, mas, acima de tudo, uma enorme alegria”, sublinhou a presidente da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira.

A associação espanhola EXIB Música – Expo Iberoamericana de Música escolheu Setúbal para a realização da quinta edição da Expo da Música Ibero-Americana, que, durante três dias, junta mais de uma centena de músicos de vários países ibero-americanos em mais de duas dezenas de concertos gratuitos.

“É uma grande festa musical em vários espaços da cidade e uma oportunidade única para assistir a espectáculos que promovem a diversidade e a identidade cultural ibero-americana”, afirmou a directora executiva do EXIB Música, Adriana Pedret.

O evento, organizado em parceria com a Câmara Municipal de Setúbal, apresenta propostas musicais originais provenientes de diferentes partes da América, de Espanha e de Portugal, em 21 concertos gratuitos a decorrer na Praça de Bocage, Casa da Baía e no Coreto da Avenida Luísa Todi.

A Praça de Bocage acolhe a Mostra Oficial dos 18 projectos musicais, provenientes de nove países ibero-americanos, seleccionados num concurso internacional que contou com mais de 400 candidaturas, o que por si só “dá a ideia da dimensão e importância desta mostra”, destacou Maria das Dores Meira.

Em paralelo, decorre a Mostra Portugal com actuações de artistas nacionais no Coreto da Avenida Luísa Todi e na Casa da Baía.

O programa do V EXIB Música, que conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República, começa com uma gala de inauguração, a ter lugar no dia 12, às 20 horas, no Fórum Luísa Todi, com o lançamento do projecto português Companhia do Canto Popular.

Os portugueses Marafona abrem a festa com um concerto no dia 13, às 13.30 horas, no Coreto da Avenida Luísa Todi. No mesmo dia, às 17 horas, a Casa da Baía acolhe Músicas Afortunadas, de Espanha.

Entre as 18 e a 1 hora do dia seguinte, haverá espetáculos de hora a hora, na Praça de Bocage, a começar com a formação portuguesa Segue-me à Capela. Seguem-se Caña Dulce Caña Brava, México, às 19h00, Anna Ferrer, Espanha, às 20 horas, Trio Ventana, Uruguai, às 21, Juanjo Corbalán, Paraguai, às 22 horas, Seiva, Portugal, às 23, e Betsayada Machado e Parranda El Clavo, Venezuela, às 24 horas.

A 14, o programa inclui dois concertos com artistas portugueses na Casa da Baía, nomeadamente Maria João Fura, às 17 horas, e Magano, às 18 horas.

A partir das 18.30, haverá novamente concertos de hora a hora na Praça de Bocage, com Carolina Araoz, Perú, Pulsos del Vento, Argentina, Nahuel Jofré, Argentina, Xosé Lois Romero & Aliboria, Espanha, Cuarteto Karé, Argentina, Ana Prada, Uruguai, e Susana Travassos, Portugal.

No último dia do V EXIB Música, a 15, actuam três formações portuguesas, os Zanguizarra, às 13.30 horas, no Coreto da Avenida Luísa Todi, e a Banda da Catraia, às 17.30, e Diabo a Sete, às 18.30 horas, ambos na Praça de Bocage.

O V EXIB Música é, igualmente, uma oportunidade para reflectir sobre a gestão musical e a cidade, num encontro a ter lugar nos dias 13 e 14, no Fórum Luísa Todi e na Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal.

“É uma iniciativa dirigida a profissionais para partilha de ideias e troca de contactos profissionais, com o objectivo de criar sinergias de colaboração para o desenvolvimento de novos eventos culturais e festivais mais sustentáveis”, sublinhou Adriana Pedret.

A quinta edição do EXIB Música atribui, ainda, pela primeira vez, o Prémio da Música Ibero-Americana, numa gala a ter lugar no dia 15, às 20.30 horas, no Fórum Municipal Luísa Todi.

A iniciativa, segundo Adriana Pedret, visa “reconhecer o contributo da música ibero-americana em torno de premissas como impulso, compromisso, diversidade e identidade, as quais inspiram o EXIB Música”.

Na cerimónia, que inclui uma homenagem a dois vultos da música ibero-americana, o português José Afonso e a argentina Mercedes Sosa, é atribuída a Menção Especial Diversidade a Manuel Obregón, pianista e compositor porto-riquenho.

Já a Menção Especial Compromisso reconhece o mérito do pianista, compositor e produtor musical brasileiro Benjamin Taubkin.

A RDPEM – Red de Periodistas Musicales de Iberoamérica atribui ainda o Prémio Impulso, que distingue o artista em destaque na edição 2019 do EXIB Música, e o Prémio Artista, em homenagem ao artista independente ibero-americano que mais se destacou em 2018 e 2019.

O EXIB Música, que na edição 2019 conta, igualmente, com o apoio da Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, Ciência e Cultura e da CPLP, visa promover a diversidade cultural e musical ibero-americana e incentivar a circulação artística.

“A cultura tem um papel fundamental e pode fazer a diferença. Por isso, este evento, muito mais do que um programa cultural, que, durante três dias faz de Setúbal a capital da música ibero-americana, é um investimento no futuro”, acentuou a presidente da delegação portuguesa da Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura, Ana Paula Laborinho.

Por SMCI/CMS

Partilhe
em destaque
Bloco de Esquerda reuniu com “Plataforma Cívica Aeroporto BA6-Montijo Não”
Semana Europeia da Mobilidade: Palmela promove Curso de Eco-condução
Setúbal: aumentam as temperaturas e o risco de incêndio
Grécia: GNR auxilia 17 migrantes na ilha de Lesvos
ver mais