Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Economia
Atlantic Ferries certificada em ambiente, qualidade, saúde e segurança
ana maria santos
2018-09-13 / 18:39
FONTE: Sapo
A Atlantic Ferries, empresa responsável pela concessão do transporte fluvial entre Setúbal e Tróia, comemorou, hoje, a conclusão do processo de Certificação do Sistema de Gestão Integrado (SGI) em Ambiente, Qualidade, Saúde e Segurança, de acordo com as normas NP EN ISO 14001:2015, NP EN ISO 9001:2015 e OHSAS 18001:2007.

Aquela certificação é, segundo a empresa, “o reconhecimento das boas práticas desenvolvidas pela Atlantic Ferries e o culminar de um compromisso iniciado em 2017”. Para a empresa agora certificada, a adopção de um Sistema de Gestão Integrada implica uma “alteração no seu paradigma, sendo uma ferramenta essencial no estabelecimento de regras comuns e aceites por todos os intervenientes, tanto na relação interna como externa”. A Atlantic Ferries considera também que a adopção do Sistema de Gestão Integrado “contribuirá para o aumento da sua competitividade e permitirá, mantendo o foco na sua actividade principal, encarar novos desafios na área da mobilidade”.

João Madeira, administrador da Atlantic Ferries, explicou, esta manhã, a importância da concretização daquele objectivo de certificação do sistema, referindo que “esta certificação vem reconhecer o trabalho desenvolvido nos últimos anos pela Atlantic Ferries, de modo a afirmar-se como primeira opção de mobilidade para a península de Troia”, acrescentando ainda que a mesma “foi um processo que contou com a participação e o compromisso de toda a organização, permitindo quebrar algumas barreiras mais resistentes à mudança. É desta forma que pretendemos continuar a melhorar e a assegurar a prestação de um serviço de qualidade, em segurança e em respeito pelas condições naturais de uma envolvente única, aos mais de 1 milhão de passageiros que são transportados anualmente entre as duas margens do rio Sado”.

Partilhe
ver mais