Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Economia
Melhoria das acessibilidades ao Porto de Setúbal vão custar 24,5 milhões de euros
ana maria santos
2018-09-13 / 11:29
FONTE: Agricultura e Mar
As obras de melhoria de acessibilidades marítimas do Porto de Setúbal, orçadas em 24,5 milhões de euros, deverão estar concluídas em Maio do próximo ano e irão permitir o acesso a navios de maior dimensão.

A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, presidiu ontem, 12 de Setembro, à cerimónia de Assinatura do Auto de Consignação do Projecto de Melhoria de Acessibilidades Marítimas do Porto de Setúbal, cujas obras, com um prazo de execução de 180 dias, deverão estar concluídas em Maio do próximo ano.

Orçada em 24,5 milhões de euros, com um financiamento comunitário de cerca de 14,5 milhões, a construção da infraestrutura portuária irá alargar os canais Norte e da Barra, permitindo o acesso a navios de maiores dimensões e a melhoria da navegabilidade.

As alterações que as obras irão trazer para o Porto de Setúbal foram realçadas por Lídia Sequeira, presidente do conselho de administração da APSS, que referiu que a nova configuração “vai permitir aumentar a segurança e eficiência do transporte e garantir a competitividade do tecido empresarial ao potenciar a captação de mais tráfego".

Por outro lado, sublinhou aquela responsável, os impactos no ecossistema do Sado “serão mínimos”, nomeadamente no que refere aos roazes, sendo este “o período indicado para proceder a esta obra sem prejudicar o habitat das espécies do Sado", explicou.

Por seu lado, a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, salientou a importância que a obra terá para o sistema portuário e para toda a região sublinhando que a mesma “vai aumentar a competitividade do Porto de Setúbal e tornar as cadeias logísticas mais competitivas e com menos custos", referiu.

Ainda segundo a ministra, a melhoria da oferta portuária do Porto de Setúbal irá permitir “ambicionar competir com outros portos portugueses e torná-lo um dos portos preferenciais das regiões espanholas da Estremadura e da Andaluzia”, para além de aumentar, em cerca de 60 por cento, a carga total do Porto de Setúbal.

Partilhe
ver mais