Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Emprego Saúde Ambiente Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Economia
Setúbal: Secretário de Estado do Ensino Superior inaugurou Feira de Emprego
ana maria santos
2019-03-14 / 17:08
FONTE: IPS
O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, apontou ontem o Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) e o seu trabalho de promoção da empregabilidade como um bom exemplo do percurso de sucesso que o ensino superior politécnico tem vindo a fazer em Portugal, desde há 40 anos.

“A grande missão do ensino politécnico é este envolvimento com a actividade social, económica e cultural de uma região, é promover o desenvolvimento das regiões e a coesão territorial”, disse, por ocasião da abertura oficial da Feira de Emprego, no âmbito da 5.ª Semana da Empregabilidade, que felicitou pelo “número expressivo de empresas presentes”.

Organizada em conjunto com a Associação Académica do IPS, a iniciativa conta este ano com a participação de mais de 130 empresas, presentes em expositor e através de 82 sessões de apresentação e 70 sessões de recrutamento.

Naquele que é já o maior evento de emprego do ensino superior, o secretário de Estado aproveitou igualmente para apelar àquilo que considera ser um desígnio nacional. “Continuar a aumentar a percentagem de jovens com qualificação superior é um desafio para todos os portugueses, e não só para o Governo”, sublinhou, apontando como objectivo “chegar a 2030 com 60 por cento da nossa juventude qualificada” porque, referiu, sendo o ensino superior  uma “qualificação para as profissões, para a capacidade de trabalho e para a eficiência da economia, deve ser também uma qualificação para o exercício da cidadania” e “sobretudo um ascensor social, algo que promova as migrações sociais”, concluiu.

Pedro Dominguinhos, presidente do IPS, destacou por seu turno a Semana da Empregabilidade como uma das “actividades fundamentais” promovidas anualmente para “potenciar a inserção dos nossos estudantes no mercado de trabalho”, cujos resultados estão à vista. “Somos o segundo politécnico com a mais elevada taxa de empregabilidade”. 

Além da componente de Feira de Emprego e de outras iniciativas de contacto directo entre estudantes e empregadores, a 5.ª Semana da Empregabilidade tem igualmente dado espaço para vários momentos de reflexão em torno dos grandes temas que marcam a actualidade do mercado laboral.  O próximo, já amanhã, dia de encerramento, será um focus group em torno das “Tendências de recrutamento de diplomados e competências valorizadas pelos empregadores”, agendado para as 10 horas, no campus do Barreiro do IPS.

Partilhe
ver mais