Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Economia
Setúbal vai ser cenário para a próxima novela da TVI
ana maria santos
2017-08-24 / 15:25
FONTE: Youtube
“Condição Humana” é o título da próxima novela da TVI, a ser transmitida em horário nobre e cuja acção decorre, principalmente, na cidade de Setúbal. A celebração do protoclo entre a Câmara Municipal de Setúbal e a produtora de televisão Plural Entertainment Portugal SA, foi aprovado ontem, em reunião pública.

A maior parte da acção de exteriores será filmada em várias pontos do centro histórico e da zona ribeirinha, previsivelmente o próximo mês de Setembro de 2017 e Abril de 2018.

Para a autarquia, a gravação desta telenovela “tem enorme interesse para a promoção e projecção da cidade e do concelho, graças à visibilidade televisiva nacional que a sua emissão diária, num dos principais canais generalistas, garantirá a Setúbal durante vários meses”.

A transmissão da novela em horário nobre, tal como já ficou demonstrado com “Mar Salgado”, exibida em 2015 na SIC, deve traduzir-se num “considerável retorno” para Setúbal em matéria de visitantes turísticos e de divulgação do nome da cidade.

O protocolo agora aprovado, por unanimidade, surgiu da necessidade de regular a relação de cooperação entre a Câmara Municipal e a produtora televisiva, com responsabilidades para ambas as entidades.

No âmbito daquele acordo, a autarquia confere à Plural Entertainment Portugal SA a “isenção de todas as taxas e demais permissões necessárias às operações de gravação de exteriores em espaços públicos e equipamentos municipais, nas áreas do concelho de Setúbal onde a Câmara Municipal de Setúbal tem efectiva jurisdição territorial”, prevendo a autarquia que a isenção de taxas a conferir à produtora televisiva seja de 35.940 euros.

O protocolo dita, por outro lado, à produtora de televisão o respeito “às tradições, costumes ou crenças da população do concelho de Setúbal, sem prejuízo da adequada caracterização sociológica para efeitos de ficção”.

Por seu lado, a Plural compromete-se a evocar as povoações e lugares pelo respectivo topónimo, bem como a incluir “elementos que visem a promoção turística do concelho”.

A Câmara Municipal disponibiliza-se a acompanhar as gravações, de forma a garantir o respeito e a observância dos termos dispostos, e a assegurar “a agilização dos procedimentos para a utilização de locais de gravação”, como praças, parques e jardins públicos, fachadas e interiores de edifícios que sejam propriedade municipal, e fachadas de edifícios particulares, desde que previamente autorizado pelos proprietários.

Partilhe
ver mais