Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Economia
Socialistas de Setúbal preocupados com situação na Autoeuropa
ana maria santos
2017-09-01 / 20:29
FONTE: Youtube
A Federação Distrital de Setúbal do PS e os deputados eleitos pelo Partido Socialista no círculo eleitoral de Setúbal emitiram um comunicado no qual manifestam a sua preocupação pela situação vivida na Autoeuropa e apelam “à resolução de um conflito que não contribuiu para o clima de paz social e de estabilidade que sempre foi uma pedra angular do funcionamento de uma empresa que é fundamental para o sucesso da Economia portuguesa e que é, de longe, a maior empregadora do nosso distrito”.

No comunicado, ontem emitido, os socialistas do distrito de Setúbal salientam que a Autoeuropa e os seus trabalhadores “não podem , e sobretudo, não merecem, estar à mercê de quaisquer tentativas de instrumentalização política que acabam por colocar em risco o sucesso da empresa” e, por essa via, o emprego de muitos milhares de pessoas e consideram não ser “legítimo que se ponha à frente do verdadeiro interesse dos trabalhadores, das suas famílias, e do interesse nacional, quaisquer outros objectivos de natureza eminentemente político-partidários”.

A estrutura distrital do PS e os deputados do PS por Setúbal manifestam esperança de que a reunião prevista para a próxima semana entre a administração e os sindicatos, e a eleição, em Outubro, da nova comissão de trabalhadores, possam “contribuir para o regresso da estabilidade à empresa, a salvaguarda dos postos de trabalho e o seu anunciado reforço, no respeito pelos direitos dos trabalhadores, como é imagem de marca da Autoeuropa, sempre assinalada como um caso de sucesso, também nesse domínio”.

Lembramos que os trabalhadores da Autoeuropa realizaram, pela primeira vez desde o início de actividade da mesma, uma greve de rejeição aos horários laborais propostos pela empresa.

Para a próxima quinta-feira, dia 7 de Setembro, está agendada uma reunião entre a administração da Autoeuropa, o Sitesul (afecto à CGTP e o sindicato mais representativo dos trabalhadores) e a comissão sindical da maior empresa de fabrico de automóveis em Portugal.

Partilhe
ver mais