Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Inovação
António Costa encerrou Roteiro Inovação 2018 no IPS de Setúbal
ana maria santos
2018-02-22 / 22:03
FONTE: GICOM-IPS

O primeiro-ministro, António Costa, encerrou ontem, 21 de Fevereiro, no Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), a segunda sessão da iniciativa governamental Roteiro Inovação 2018, elogiando o dinamismo e a capacidade de inovação da região, onde visitou, ao longo do dia, uma empresa e as instituições de ensino superior. 

Em jeito de balanço, o primeiro Ministro disse que o mesmo se tinha mostrado “muito interessante, muito variado, mas com o traço comum de um grande dinamismo, uma grande criatividade e uma grande capacidade de empreender e de inovar”, afirmou à saída do Sense&motion Lab, na Escola Superior de Saúde, lembrando as novas possibilidades de investigação que se abrem com a recente alteração legislativa que autoriza os politécnicos a atribuírem doutoramentos,  em linha com as recomendações da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico.

“Os doutoramentos e a capacidade de investigação são fundamentais, mas a nossa capacidade de sermos actores do desenvolvimento regional e de ajudar a construir regiões mais competitivas e mais coesas é crucial. E o IPS continuará a cumprir esta missão, porque só assim é que merecemos a confiança dos nossos estudantes e diplomados, das empresas e também de todos os apoios públicos que temos sentido”, sublinhou por seu turno Pedro Dominguinhos, presidente do IPS, ainda antes da despedida da comitiva governamental, de que também fez parte o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

A visita teve início na Escola Superior de Tecnologia de Setúbal , onde António Costa teve oportunidade de conhecer o programa piloto BrightStart, em parceria com a Deloitte, assente numa lógica de close mentoring, aliando a teoria à experiência profissional real, e de interagir com os estudantes desta turma do curso técnico superior profissional em Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação.

Logo a seguir, neste dia subordinado ao tema da “Inteligência Artificial”, o primeiro-ministro pôde dialogar com os responsáveis de alguns dos projectos nascidos na incubadora de negócios do IPS. Nomeadamente a MagicBit, start-up especializada em jogos digitais lançada no mercado através de um produto na área do ensino e formação, a plataforma GameLMS, ou o Ilegal, que promete criar soluções para uma mais fácil legalização de motociclos transformados, através da produção de quadros já testados e homologados, vencedor da 14.ª edição do concurso nacional Poliempreende.

Ainda na senda da inovação, António Costa conheceu o percurso e a transformação do grupo ComOn, fundado por Ricardo Pereira, um diplomado do IPS, e não podia passar ao lado do projeto BITalino, desenvolvido por um antigo estudante e agora docente da ESTSetúbal, Hugo Silva, e já distinguido pela Comissão Europeia no âmbito dos Innovation Radar Awards 2017. Trata-se de uma plataforma que está a redefinir a educação, investigação e prototipagem de novas soluções na área das aplicações biomédicas e que neste momento conta já com cinco mil utilizadores em 70 países, sendo usado em universidades de renome e na indústria, nomeadamente na Intel, Facebook e Volkswagen.

Já na reta final da sua deslocação ao IPS, o primeiro-ministro presenciou, no Sense&motion Lab, como se faz investigação da função motora, sensorial e psicossocial, a fim de estabelecer medidas quantitativas de elevado rigor para aplicação no estudo da efectividade de tratamentos.

Partilhe
ver mais