Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
País
PSP e GNR: 200 efectivos vão deixar de fazer serviço administrativo
ana maria santos
2017-11-07 / 18:36
FONTE: Youtube
O ministro da Administração Interna anunciou hoje, 7 de Novembro, que 20 efectivos da PSP e da GNR, vão deixar de fazer serviço administrativo para serem colocados na actividade policial. Eduardo Cabrita anunciou ainda que, em 2018, a PSP vai ter mais 400 novos elementos e a GNR 350.

Eduardo Cabrita anunciou hoje que, muito em breve, 100 elementos da PSP e 100 da GNR, vão ser libertados para a actividade policial, deixando de exercer funções administrativas, onde serão substituídos por funcionários provenientes de outras áreas da administração pública.

O anunciou foi feito no decorrer da discussão, na especialidade, do Orçamento de Estado para 2018, onde o ministro afirmou que, pela primeira vez, em muitos anos, “vamos utilizar mecanismos de mobilidade no âmbito da administração pública, isto é, vamos substituir 200 efectivos, 100 na GNR e 100 na PSP, por pessoal administrativo proveniente de outras áreas da administração”, alteração que irá acontecer  “muito breve”.

Na mesma intervenção, Eduardo Cabrita adiantou ainda que para o próximo ano a PSP vai ter mais 400 novos elementos e a GNR 350.

Partilhe
ver mais