Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Política
Autárquicas: Fernando Paulino apresenta candidatura “para ganhar”
ana maria santos
2017-06-04 / 13:43
FONTE: Gazeta Setubalense
A apresentação formal da candidatura do socialista Fernando Paulino à presidência da Câmara Municipal de Setúbal decorreu esta sexta-feira, ao final da tarde, na placa central da avenida Luísa Todi em Setúbal, perante algumas dezenas de pessoas. O candidato disse estar convicto de que “está na altura de mudar, de construir e afirmar uma cidade aberta, livre e inclusiva, de iniciar um novo ciclo político em Setúbal”.

A apresentação pública dos candidatos do Partido Socialista, aos órgãos autárquico de Setúbal contou com a presença da secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes, do presidente da Federação Distrital de Setúbal, António Mendes, do presidente da concelhia de Setúbal, Paulo Lopes, Eduardo Cabrita e Ricardo Mourinho Félix, membros do Governo, alguns dos deputados eleitos pelo círculo do distrito de Setúbal e José Flórido, mandatário da candidatura.

Ana Catarina Mendes começou por apresentar o apoio de António Costa aquela candidatura salientando que a mesma “sairá vencedora no próximo dia 1 de Outubro”, e destacando que a acção governativa “não afastou o partido da sua identidade” e que “a agenda que hoje permite que em Portugal se viva melhor é obra do PS”.

A secretária-geral adjunta do PS referiu ser “extraordinário ouvir o poder autárquico dizer que não pode fazer obra porque não tem dinheiro e por isso, aqui no concelho de Setúbal, quero dar os parabéns ao Ricardo Mourinho por estar nesta excelente equipa das finanças em Portugal, que baixou a carga fiscal, que conseguiu ter o melhor défice da história democrática portuguesa. E isto é obra do PS”.

Ana Catarina Mendes sublinhou ainda que “hoje vivemos um bom momento de estabilidade política porque a receita não pode ser sempre de protesto. Quando existe liderança e vontade politica é possível mudar a vida das pessoas e é isso, mais uma vez, que move todos os socialistas”, mas, lembrou, a todos os candidatos autárquicos no concelho que “o desafio é muito grande mas é possível acreditar que daqui a quatro meses estaremos a festejar uma grande vitória em Setúbal porque o PS merece e o nosso candidato tem provas dadas como autarca” e que, pelos projectos e acções desenvolvidas ao longo dos anos “tenho a certeza de que estás preparado para ser o próximo presidente da Câmara de Setúbal”, disse.

Vítor Ferreira, candidato à Assembleia Municipal de Setúbal, salientou, por seu lado, o grande objectivo da candidatura PS na conquista de mais mandatos “para que nem uma só voz se cale, porque Setúbal é de todos”.

O candidato à presidência da Câmara de Setúbal salientou que “a grande causa que me faz estar aqui hoje é a minha terra, é a cidade onde trabalho, o concelho onde nasci, cresci e vivo há 57 anos” e que “é chegado o momento de construir uma cidade de Setúbal aberta, livre inclusiva, sem muros nem ameias, sem fantasias, sem ilusões e devaneios chegou o momento de construir a nossa cidade de Setúbal com todos e para todos”.

Fernando Paulino disse que se candidata “para ganhar, para ser eleito presidente da Câmara Municipal de Setúbal” pois, referiu, “quem me conhece sabe que para mim a acção politica só pode guiar-se pela seriedade, pela ética, pela honestidade, pela transparência. Não acredito em autarcas modelo mas acredito neste modelo de autarcas”.

O candidato socialista disse ainda que “este é um desafio que abraço, convicto de que está na altura de mudar, na altura de mostrar que não à razões para receios, na altura de exigir, na altura de prometer e cumprir, de fazer melhor e diferente, na altura de iniciar um novo ciclo político que coloque as pessoas, os setubalenses e azeitonense no centro da sua acção governativa”.

Fernando Paulino anunciou a realização de diversos referendos locais, no decorrer da campanha eleitoral, o primeiro dos quais sobre a localização da Feira de Santiago, salientando que “serão os setubalenses que através do seu voto decidirão a localização” da mesma.

Por outro lado, algumas das medidas anunciadas pelo candidato foram “a diminuição do IMI, em 5 por cento a cada ano, a introdução do pequeno-almoço escolar, em todas as escolas do ensino básico do concelho, nomeadamente em período de férias, a eliminação de todas as barreiras arquitectónicas, sistemas de semáforos inteligentes, a disponibilização de toda a informação autárquica e turística em Braille e a disponibilização de todos os manuais escolares a todos os alunos até ao 4.º ano, o combate ao abandono escolar, a criação de bolsas de estudos para crianças e jovens com maiores dificuldades ou mais desfavorecidas, um banco municipal de material escolar para acesso gratuito, a criação de um novo conceito para a Feira de Santiago, transformando-a numa feira do mar e da serra para que se afirme como uma referencia nacional e internacional, a criação de um concelho municipal de turismo, uma associação intermunicipal do Estuário do Sado, um programa de reabilitação dos imóveis da baixa da cidade, destinando-os a arrendamento”, foram algumas das linhas programáticas apresentadas pela candidatura do PS à Câmara Municipal de Setúbal.

Partilhe
ver mais