Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Emprego Saúde Ambiente Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Região
Almada: casal detido por dezenas de furtos em residências e estabelecimentos comerciais
ana maria santos
2019-04-07 / 18:53
FONTE: GNR
Um homem de 33 anos e uma mulher de 39, foram detidos pela GNR por suspeita de terem sido os autores de dezenas de furtos em interior de residências e estabelecimentos comerciais, nas áreas da Costa de Caparica e Trafaria, concelho de Almada.

O Comando Territorial de Setúbal divulgou, em comunicado, a detenção de um homem e de uma mulher, com 33 e 39 anos, respectivamente, na sequência de uma investigação levada a cabo pelo Núcleo de Investigação Criminal de Almada, por furtos em diversas residências e estabelecimentos comerciais daquele concelho.

O  culminar da investigação, que decorria há cerca de um ano, resultou no cumprimento de três mandados de buscas domiciliárias, no decorrer das quais a GNR (que contou com o apoio do Grupo de Intervenção de Operações Especiais da Unidade de Intervenção, do Destacamento de Intervenção de Almada e do Posto Territorial da Trafaria) apreendeu diverso material das residências e estabelecimentos alvos de furto, nomeadamente, duas rectificadoras, duas colunas de som, uma motosserra, dois martelos eléctricos, um microondas, um leitor de DVD, um powerbank, um amplificador, uma bicicleta com suporte de pranchas de surf, um gerador, uma caixa de ferramentas e uma consola de jogos.

Ainda no decorrer da investigação, a GNR identificou dois homens, de 23 e 32 anos, receptadores do material furtado, o qual teria como destino países de África.

O casal foi presente no Tribunal Judicial de Almada, onde foi aplicada, ao homem de 33 anos, que tinha antecedentes criminais pela prática do mesmo tipo de ilícito, a medida de coacção de prisão preventiva, enquanto que a mulher de 39 anos ficou com apresentações quinzenais no posto policial da área de residência.

Quanto aos dois receptadores, os mesmos foram constituídos arguidos e sujeitos à medida de coacção de Termo de Identidade e Residência.

Partilhe
ver mais