Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Região
Câmara do Montijo assinou protocolos com bombeiros do concelho
ana maria santos
2019-06-06 / 14:12
FONTE: CMM
Foram assinados hoje, 6 de Junho, os novos protocolos entre o município do Montijo e as associações de bombeiros voluntários do concelho, em cerimónia que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Os novos protocolos, que fortalecem os meios financeiros necessários ao desempenho das corporações de bombeiros do Montijo e de Canha, vão ao encontro das novas competências municipais em matéria de protecção civil.

Na cerimónia, o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, garantiu que aquela autarquia “fará sempre um esforço para ir ao encontro das necessidades das corporações de bombeiros. Temos feito esse caminho, sendo certo que não existindo receita que financie a protecção civil, temos que retirar receitas a outras áreas, mas continuaremos a fazê-lo com a convicção de garantir a segurança e o socorro dos cidadãos”.

Tanto o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Canha, Salvador Herculano, como o presidente da sua congénere do Montijo, Amável Pires, salientaram a necessidade de outras entidades estatais reforçarem, também, os seus apoios financeiros, com o dirigente dos Bombeiros do Montijo a reconhecer que “há um esforço significativo do município para assegurar o socorro da população”.

Os referidos protocolos, aprovados, por unanimidade, na reunião de Câmara de 29 de Maio, têm como principal objectivo, garantir o montante de 4 mil euros por corporação, necessário para os encargos com a substituição dos elementos das Equipas de Intervenção Permanente, no respectivo período anual de férias. No caso do protocolo com os Bombeiros Voluntários do Montijo foram, também, realizados ajustes na verba global.

No total, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Montijo irá passar a receber uma verba anual de 155 mil euros e a corporação dos Bombeiros de Canha um financiamento de 76 mil euros, igualmente anuais.

Partilhe
ver mais