Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Região
Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões distinguida em concurso internacional
ana maria santos
2017-11-13 / 21:51
FONTE: CMM
O Museu Agrícola da Atalaia acolheu, no último sábado, 11 de Novembro, as celebrações do Dia Europeu do Enoturismo com uma degustação de produtos regionais. Em destaque esteve a Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões que recebeu as 12 medalhas com que, recentemente, foi distinguida no XVI Concurso Internacional La Selezione del Sindaco.

A Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões recebeu, no último sábado, em que se assinalou o Dia Europeu do Enoturismo, as distinções obtidas no XVI Concurso Internacional La Selezione del Sindaco, recentemente realizado em Itália.

As 12 medalhas com que aquela cooperativa foi distinguida foram entregues pelo presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta e pelo secretário geral da Associação dos Municípios Portugueses do Vinho (AMPV), José Arruda, ao presidente da direcção da referida cooperativa, Mário Figueiredo, o qual agradeceu a todos os elementos da direcção e aos trabalhadores e, sobretudo, “aos agricultores pelo trabalho realizado na qualidade e diversidade da produção vitivinícola”.

Mário Figueiredo relembrou que a Adega está “preparada para o futuro”, com uma capacidade de 20 milhões de litros de vinho/ano e incentivou os jovens a aderir ao sector., enquanto Nuno Canta, referiu a “enorme satisfação e orgulho do município na Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões”, lembrando que aquela era uma cerimónia de homenagem “a todos aqueles que fazem do vinho e da vinha a sua forma de vida: os técnicos, os enólogos, os dirigentes e todos os trabalhadores da Adega de Pegões” e que eram aquelas medalhas de mérito “conquistadas por uma instituição maior do património empresarial do Montijo. Assinalar a nossa cultura, os nossos sucessos, honrar os nossos melhores, valorizar o património vitivinícola, fomentar a produção agrícola é fortalecer a identidade montijense”, sublinhou o autarca.

Para o secretário geral da AMPV a região do Montijo “tem condições para se assumir como um destino enoturístico” e relembrou que, hoje em dia, os turistas “querem uma oferta integrada, que associe os vinhos ao território, que dê a conhecer os vinhos, mas também os locais onde são produzidos”.

De referir que a Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões é a adega mais premiada da Europa, com 10 medalhas de ouro e duas de prata e que a La Selezione del Sindaco é uma competição promovida pela Associação Italiana de Cidades do Vinho e pela Rede Europeia das Cidades do Vinho, que envolve a participação, conjunta, de produtores de vinho e do município de proveniência das suas produções, com o objectivo de promover os produtores vinícolas e os territórios que produzem vinhos de qualidade.

As comemorações do Dia Europeu do Enoturismo no Montijo incluíram, ainda, a apresentação do livro “Territórios Vinhateiros de Portugal”, um projecto da responsabilidade da AMPV, e um momento de degustação de produtos da gastronomia regional, confeccionados pelos alunos do Curso Técnico de Restauração Cozinha e Pastelaria da Escola Profissional de Montijo sob a direcção do Chefe David Carvalho, acompanhados pelos vinhos premiados no Concurso La Selezione del Sindaco.

Partilhe
ver mais