Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Região
GNR apreendeu mais de uma tonelada de pinhas
ana maria santos
2018-01-10 / 18:39
FONTE: GNR
Militares do Destacamento Territorial de Santiago do Cacém realizaram, no último mês, diversas acções de fiscalização durante as quais apreenderam mais de uma tonelada de pinhas de pinheiro.manso.

O Comando Territorial de Setúbal, através do Destacamento Territorial de Santiago do Cacém, realizou, entre Dezembro de 2017 e a primeira semana de Janeiro de 2018, diversas acções de patrulhamento e fiscalização intensiva de todas as actividades relacionadas com a colheita de pinha de pinheiro-manso. "pinus pinea", em Santiago do Cacém e Sines.

As referidas acções tiveram como principais objectivos a fiscalização da documentação relacionada com aquele tipo de actividade, assim como a prevenção de eventuais furtos.

No decorrer das mesmas, os militares apreenderam 1.341 quilos de pinha de pinheiro manso, 88 sacos, 19 varas/ganchos para colheita de pinha e oito escadas.

Na sequência das apreensões, foram elaborados nove processos crime, 11 processos de contraordenação por falta de Declaração para Colheita de Pinha e levantados 12 autos de apreensão.

Ainda em resultado daquelas acções, e até ao momento,foram já detidos seis cidadãos por furto, identificados outros 14, por furto/colheita de pinha, bem como, por outras irregularidades detectadas no âmbito da actividade de colheita de pinha de pinheiro-manso.

De referir que aquelas acções contaram ainda com a colaboração da Autoridade para as Condições do Trabalho.

Partilhe
ver mais