Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Região
Turmas em desconformidade nas escolas de Carvalhal e Melides
ana maria santos
2017-09-26 / 09:53
FONTE: CMG
A Câmara Municipal de Grândola encetou contactos com a Direcção Geral dos Estabelecimentos Escolares da Região do Alentejo (DGEste-Alentejo), após ter tomado conhecimento da existência de turmas a funcionar em desconformidade com a lei, nas freguesias do Carvalhal e de Melides.

Segundo a autarquia de Grândola, naquelas escolas de 1º ciclo de escolaridade “funcionam turmas com um número superior ao que se encontra legislado, atendendo às suas características”, ou seja,  turmas do 1.º ciclo do ensino básico, “que deveriam ter no máximo 18 alunos – por terem três níveis de ensino – e turmas que deveriam ter 20 alunos – por terem dois níveis de ensino, mas com alunos com necessidades de ensino especiais, funcionam com 22 e 23 alunos, nos dois casos”.

Perante a situação, aquele município “apresentou os casos identificados pelas Juntas de Freguesia e pelos pais e professores dos alunos que frequentam esses estabelecimentos de ensino, que dificultam o trabalho dos docentes, podendo comprometer o sucesso educativo”.

Aquela autarquia diz-se preocupada com a resolução daquelas situações “com a maior brevidade possível”, dizendo ter apresentado “soluções relactivamente à capacidade de espaço para acolher mais uma turma de imediato, nas duas escolas”, e reiterando a “disponibilidade total para garantir todas as condições de funcionamento do espaço, que são da sua responsabilidade”.

O presidente da Câmara, António Figueira Mendes e o vereador do pelouro da Educação, Fernando Sardinha, afirmaram “ser possível alcançar uma rede educativa de três turmas, no Carvalhal e em Melides, desde que sejam colocados docentes pelo Ministério da Educação, comprometendo-se a garantir as condições logísticas”.

Partilhe
em destaque
Direcção dos Bombeiros de Águas de Moura agradece empenho dos seus operacionais
Elvira Fortunato distinguida com Prémio Czochralski 2017
Conselho de Ministros aprova Decreto-Lei relativo aos terrenos da Margueira
Homem detido por posse de mais de cinco mil doses de droga
ver mais