Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Saúde
Carlos Neto fala sobre "A importância de brincar" em conferência no IPS
ana maria santos
2017-12-09 / 00:59
FONTE: IPS
Reconhecido como uma das principais vozes a nível nacional contra o sedentarismo das crianças de hoje, o investigador Carlos Neto vai ser o orador da conferência "A importância de brincar", agendada para o próximo dia 14 de Dezembro, pelas 14 horas, na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal (ESE/IPS).

Professor da Faculdade de Motricidade Humana (FMH) da Universidade de Lisboa, Carlos Neto trabalha com crianças há mais de 40 anos e estará no IPS para partilhar com a comunidade académica e público em geral as conclusões a que tem chegado e exposto em várias intervenções públicas.

O professor catedrático aponta, entre outros erros cometidos, a falta de autonomia dada pelos pais às crianças e a ausência de tempo para a brincadeira livre, que expõe os mais novos à aventura e ao risco, essenciais para um crescimento saudável, dos pontos de vista físico, mental e emocional.

Defensor de um maior equilíbrio no sistema educativo entre tempo de recreio e tempo em sala de aula, Carlos Neto denuncia o que denomina de "analfabetismo motor"ou "iliteracia motora" e avisa para as consequências nefastas de uma educação que tende a superproteger as crianças ao invés de as desafiar, confrontando-as com a vida, com o mundo. 

"A importância de brincar" é mais uma conferência integrada no ciclo Os Mundos em que Vivemos, programação cultural regular da responsabilidade da ESE/IPS onde cabem também os filmes, as exposições e as comunidades de leitura.

Partilhe
ver mais