Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Sociedade
4.º encontro de moradores do programa setubalense “Nosso Bairro, Nossa Cidade”
ana maria santos
2017-11-20 / 21:56
FONTE: SMCI/CMS
Os moradores da área da Bela Vista, em Setúbal, reúnem-se domingo, 26 de Novembro, à tarde, na EB+S Ordem de Sant’Iago, para decidir e debater novos projectos a desenvolver no âmbito do programa municipal Nosso Bairro, Nossa Cidade.

Decisão, organização e realização. O lema dá o mote ao 4.º Encontro de Moradores Nosso Bairro, Nossa Cidade, no qual, a partir das 14h30, as pessoas debatem, avaliam e perspetivam novas medidas e planos de ação para o desenvolvimento de projetos em prol da comunidade para os próximos dois anos.

O evento, apresentado esta manhã no Parque Verde da Bela Vista, “ganha particular importância uma vez que é o primeiro encontro da segunda fase do programa e beneficia da experiência acumulada de cinco anos, o que coloca mais desafios”, sublinha o vereador da Câmara Municipal de Setúbal responsável pelo programa, Carlos Rabaçal.

No encontro, dinamizado no espírito de participação cívica, que procura impulsionar a autonomia, o crescimento coletivo e a capacidade de decisão e de realização, os moradores, organizados em grupos, por bairro, fazem o balanço do trabalho já realizado e projetam caminhos para o futuro.

A manutenção da estratégia coletiva e democrática, potenciadora de autonomia e poder de decisão dos moradores, tendo em vista um crescimento estruturado e organizado e que permita a persecução de projetos já consolidados e o lançamento de novas ações, firma o compromisso assumido pelos moradores.

“Esta é a melhor resposta às linhas orientadoras decididas na assembleia de moradores, em junho deste ano”, frisa o vereador, ao anunciar que no encontro de domingo a Câmara Municipal de Setúbal lança o repto para um debate mais alargado, que pretende ser de âmbito nacional, em torno da habitação pública.

As decisões que resultem do 4.º Encontro de Moradores Nosso Bairro, Nossa Cidade dizem respeito aos próximos dois anos e aos cinco bairros abrangidos pelo programa municipal desenvolvido desde 2012, concretamente Bela Vista, Forte da Bela Vista, Alameda das Palmeiras, Manteigadas e Quinta de Santo António.

Carlos Rabaçal acrescenta que estes encontros anuais, “iniciativas muito bem estruturadas e organizadas por uma comissão de moradores” e que, nesta edição, “atingiram um nível de qualidade muito superior”, reforçam laços de coesão e de proximidade entre os moradores.

Teresa Martinho, residente no Forte da Bela Vista, não tem dúvidas sobre o sucesso do Nosso Bairro, Nossa Cidade. “Se chegámos aqui é porque o programa tem corrido bem. Deu-nos mais força, uniu-nos e pôs-nos a trabalhar juntos. Acreditamos e, por isso, estamos no bom caminho.”

O sentimento é partilhado por Eduarda Fernandes, moradora do Bairro da Bela Vista. “Estou na Bela Vista há 32 anos e esta iniciativa tem-se traduzido num esforço muito grande na melhoria dos bairros. Há mais diálogo com a autarquia e os encontros são importantes para dar continuidade ao trabalho.”

Francisco, ou Tio Chico como é conhecido entre a comunidade da Alameda das Palmeiras, é a figura sénior da comissão organizadora do encontro com elementos dos cinco bairros. “A mim já me resta pouco tempo neste mundo, mas o que fizer agora espero que venha a melhorar a vida dos meus netos e das gerações mais novas.”

Para Luísa Correia, das Manteigadas, o Nosso Bairro, Nossa Cidade “é um projeto de vida em comunidade e para a comunidade, que promove a interculturalidade salutar”. A moradora acrescenta que o programa toca em várias matérias em prol da construção de uma vida com mais qualidade.

A participar pela primeira vez no encontro, Jorge Pina, representante da Quinta de Santo António, vinca que este é um programa que constitui “um fenómeno qualitativo em torno da urbanidade da zona da Bela Vista” e que o encontro é uma oportunidade para implementar mais recursos nos bairros.

Isabel Quadros, em representação da Junta de Freguesia de São Sebastião, destaca, igualmente, a pertinência do programa e do encontro, o qual considera ser “uma mais-valia na resolução de problemas e uma evolução a nível de cidadania que promove e integra os cidadãos” na vida da cidade e dos próprios bairros. 

O Nosso Bairro, Nossa Cidade assenta na premissa de que toda a ação deverá ser protagonizada pelos próprios, ou seja, deverá ser geradora de participação das pessoas nas decisões que a elas e à sua comunidade dizem respeito, promovendo a autonomia, a responsabilidade e o crescimento coletivo.

O vereador Carlos Rabaçal afirma que este não é um programa de natureza social. “Essa vertente está incluída. Contudo, este é um programa de participação cidadã e no espírito que move a estratégia do município. Gira em torno das necessidades das pessoas e, no fundo, confere poder às pessoas nas decisões.”

O 4.º Encontro de Moradores Nosso Bairro, Nossa Cidade começa às 14h30 com a atuação de grupos de dança e música de talentos dos bairros, a que se segue, meia hora depois, uma sessão de abertura com o visionamento de um filme sobre os primeiros cinco anos do programa.

Nesta sessão participam a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, o vereador Carlos Rabaçal e o presidente da Junta de Freguesia de S. Sebastião, Nuno Costa, além de técnicos municipais e de representantes dos cinco bairros abrangidos pelo programa.

Por SMCI/CMS

Partilhe
ver mais