Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Sociedade
Grupo de Mergulho Forense e Operações Policiais Subaquáticas da Polícia Marítima celebraram 10º Aniversário em Setúbal
ana maria santos
2018-05-04 / 18:00
FONTE: AMN
A Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, foi o local escolhido para a realização da cerimónia do 10º Aniversário do Grupo de Mergulho Forense e Operações Policiais Subaquáticas da Polícia Marítima (GMF-OPS), que ontem se assinalou.

A cerimónia foi presidida pelo secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, e contou com a presença do Chefe do Estado-Maior da Armada e Autoridade Marítima Nacional, António Mendes Calado, do director-geral da Autoridade Marítima Nacional e comandante-geral da Polícia Marítima, Luís Sousa Pereira, do vice-presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Manuel Pisco Lopes, e da presidente do Concelho de Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, Lídia Sequeira, bem como outras entidades convidadas.

No decorrer da cerimónia o Grupo de Mergulho Forense foi condecorado com a medalha de Serviços Distintos – Grau Ouro, pelo reconhecimento do elevado desempenho daquele grupo para o órgão de polícia criminal que integra, contribuindo de forma determinante para garantir a segurança de pessoas e bens. Foi também celebrado um protocolo de cooperação entre a Polícia Judiciária e a Polícia Marítima, oficializando uma estreita ligação já existente e com resultados muito positivos.

De referir que o  Grupo de Mergulho Forense e Operações Policiais Subaquáticas da Polícia Marítima é a única força policial, no país, com capacidade para a investigação em ambientes subaquáticos, ligada a ocorrências que indiciem a prática de crimes, onde a detecção, a recolha e a preservação da prova tem um papel fundamental no âmbito dos processos judiciais.

Aquele grupo distingue-se pela sua preparação e capacidade de intervir em áreas marítimas de particular complexidade, como é o meio subaquático.

Partilhe
ver mais