Secções

Opinião Sociedade Economia Política Região Turismo Cultura Desporto País Especiais Emprego Tecnologia Saúde Ambiente Inovação Internacional Cartaz Directório Mundo Entrevista Exclusivo Editorial

Directório

Adicionar Entidade 

Sobre

Termos e Condições Privacidade e Cookies Acordo Ortográfico Regras da Comunidade Ficha Técnica Estatuto Editorial Contactos

Siga-nos

Facebook Twitter
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Pesquisar
GAZETA SETUBALENSE
A informação na hora certa.
Sociedade
PSP de Setúbal deteve 5 pessoas pelos crimes de tráfico, receptação e furto em estabelecimentos comerciais
ana maria santos
2018-05-28 / 21:41
FONTE: CDS/PSP
A PSP de Setúbal deteve cinco pessoas por diversos crimes, nomeadamente os de tráfico de estupefacientes, receptação e furto em interior de estabelecimentos comerciais. As detenções ocorreram a 25 e 26 do corrente mês, segundo comunicado hoje divulgado pelo Comando Distrital de Setúbal da PSP.

Segundo o comunicado emitido, a primeira das referidas detenções ocorreu cerca das 12.15 horas da última sexta-feira, após informação de que estaria um grupo de indivíduos a tentar arrombar a porta de uma habitação.

Com base na denúncia recebida, a PSP deslocou-se para o local onde encontrou o referido grupo, munido de ferramentas de arrombamento, facto pelo qual foram os mesmos questionados sobre a sua atitude, ao que, refere a PSP no comunicado, “um deles, um homem de 44 anos de idade e que depois se verificou ser o proprietário da habitação, referiu que estavam a mudar a fechadura da porta de sua casa”.

No entanto, os agentes da PSP estranharam a “postura estranha, muito nervoso e com uma atitude bastante irrequieta”, do homem que se apresentou como proprietário da casa, facto que os levou, “preservando a sua integridade física”, a questionar o suspeito se “existia alguém ou algo ilícito no interior da residência, ao que o mesmo respondeu afirmativamente”, entregando, de seguida, “um saco plástico com estupefaciente, que depois de devidamente analisado, verificou tratar-se de produto estupefaciente denominado heroína, com uma quantidade total correspondente a 60 doses, e ainda produto estupefaciente denominado cocaína, com uma quantidade total correspondente a 1.280 doses”, os quais foram apreendidos. Na ocasião foram ainda apreendidos 5.970 euros em notas do Banco Central Europeu.

No entanto, e após várias diligências levadas a cano pelos agentes da PSP, apurou-se que o suspeito possuía uma outra residência no mesmo prédio onde, que após uma busca, devidamente autorizada,  foram apreendidos uma pistola calibre 6.35, quatro telemóveis, uma máquina fotográfica digital, um auto-rádio, um fio, uma pulseira e um crucifixo em ouro no valor aproximado de 6000 euros, 63 peças de roupa de diversas marcas (camisas, calças, saias, vestidos, tshirts, bonés), três relógios, cinco malas de senhora de diversas marcas, três perfumes, 11 pares de ténis de diversas marcas, um par de sapatos e dois pares de chinelos .

O indivíduo foi questionado sobre todo aquele material que ainda possuía etiqueta, mas não conseguiu justificar a posse do mesmo, havendo assim, refere a PSP, “ uma forte probabilidade de crime de receptação”, pelo que  acabou detido.

Segundo a PSP, “foi ainda verificado que o detido já estava referenciado em outros processos de tráfico de estupefacientes”. Após ter sido presente a Tribunal para primeiro interrogatório judicial, ao mesmo foi aplicada a medida de coacção de prisão preventiva.

Entretanto, no mesmo comunicado de imprensa, o Comando da PSP de Setúbal dá conta de outras quatro detenções, igualmente no concelho, realizadas no último sábado, cerca das 18.20 horas. Tratou-se de três mulheres e um homem, suspeitos de furto em interior de estabelecimento comercial.

Também naquele caso, a PSP foi alertada para uma situação de furto em estabelecimento, levada a cabo por cinco pessoas (três mulheres e dois homens), os quais haviam furtado diversos artigos, através da utilização de sacos de grandes dimenões, forrados com papel de alumínio.

Após as diligências efectuadas, que levaram à descrição física dos suspeitos (já referenciados pelo mesmo tipo de crime), bem como os contactos realizados, no mesmo espaço comercial, foi possível apurar, diz a PSP, “o paradeiro dos suspeitos”, bem como os mesmos “já tinham efectuado mais furtos em outras lojas”.

Assim, e após várias diligências, “foi possível interceptar um casal suspeito, após perseguição apeada. Como havia mais suspeitos no grupo, os elementos policiais em acto continuo, conseguiram interceptar as outras duas suspeitas, tendo sido possível localizar a viatura que utilizavam, propriedade de uma das suspeitas, contendo no seu interior diversos artigos ainda com as etiquetas, provenientes dos furtos cometidos em várias lojas. O outro suspeito fugiu para parte incerta”, adianta a PSP.

O mesmo comunicado refere ainda que dos quatro detidos, “três recolheram aos quartos de detenção e uma foi notificada”, para comparecer em Tribunal, “pelo motivo de se encontrar em avançado estado de gravidez”.

O material furtado, em várias lojas, no valor de 1.517,51, foi totalmente recuperado.

Partilhe
ver mais